Pery propõe titulo de Cidadão Ipiaúense para o empresário Zé do Mármore

 

Cresce o numero das pessoas que estão habilitadas a receber o titulo de cidadania ipiaúense. Dentre estas se encontra o empresário José dos Santos Ferreira da Silva, mais conhecido como “Zé do Mármore” que é natural do município baiano de Mairi  e reside em Ipiaú desde o ano de 1983. O proponente para a concessão da homenagem é o vereador Erivaldo Carlos Oliveira Santos (Pery)-PP-. O pedido está oficializado através do  Projeto de Resolução nº 003/2018 que já foi aprovado, por unanimidade, em  duas votações e será apreciado na sessão ordinária desta quinta-feira, 10, em "redação final". Casado com dona Áurea Ferreira da Silva, pai de cinco filhos, “Zé do Mármore”, iniciou sua trajetória profissional aos 14 anos de idade, em São Paulo, onde residiu por dois anos. Também morou em Feira de Santana e no estado do Paraná.  Seu pai, Dionísio Gomes da Silva, mantinha, em Feira de Santana, um armazém de cereais, enquanto sua mãe, Antônia Ferreira da Silva, era dona de um hotel.
Ainda em Feira de Santana, José dos Santos Ferreira da Silva administrou um ponto de taxi e ingressou no comercio de cereais, assim como exerceu outras  atividades, inclusive a de empresário artístico. Vendeu espetáculos dos cantores Agnaldo Timóteo, Carlos Nobre, Francis Ramos e Luiz Carlos Magno, dentre outros artistas da MPB. Em 1971 ingressou no comercio de mármores. Seu empreendimento expandiu e chegou até em Ipiaú onde ele estabeleceu a “Marmoraria Ipiaú”, com endereço na Avenida Lauro de Freitas nº 290. “Zé do Mármore”, é membro do Rotary Club, há 23 anos, e da Loja Maçônica Fraternidade Rionovense, além  do Encontro de Casais com Cristo (ECC), da Igreja Matriz de São Roque. Na justificativa do seu Projeto de Resolução, o vereador Pery destaca: “A cidadania ipiaúense de José dos Santos Ferreira da Silva já está em seu coração desde que passou a residir neste município, há 34 anos. Sendo assim ele já merece ter essa condição oficializada”. (José Américo Castro/ASCOM- Câmara de Ipiaú).

Conte-nos sua opinião