Câmara realizará sessão especial aos 60 anos da Ceplac

Acatando uma proposição conjunta  dos vereadores Josenaldo de Jesus (Jô da AABB) e Erivaldo Carlos (Pery), a Câmara Municipal de Ipiaú realiza na próxima quarta-feira, 5, a partir das 20 horas,  uma Sessão Especial em homenagem aos 60 anos de existência da CEPLAC ( Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira). O evento reunirá lideranças politicas, empresariais e sociais de diversos municípios da região, além de representantes dos organismos ligados à cadeia produtiva do cacau, dirigentes e servidores da Ceplac, dentre os quais o Diretor Geral do Órgão, o ipiauense Juvenal Maynart. A prefeita Maria das Graças está entre as lideranças convidadas, o mesmo ocorrendo com todo o seu secretariado. A sessão será dirigida pelo presidente da Câmara, José Carlos Bispo dos Santos (Carlinhos) e terá a presença confirmada de todos os vereadores locais. Foram coautores da proposição os vereadores Andreia Novaes, Lucas de Jesus Santos, Simone Coutinho, Orlando Santos, Lucas Louzado e Cláudio Nascimento.
O vereador Jô da AABB lembra que a  Ceplac é o mais importante órgão federal em atuação na região. “Sua criação, sem dúvida, deu início a uma nova fase de desenvolvimento do sul da Bahia e contribuiu decisivamente para mudar a face socioeconômica dos municípios regionais. Em Ipiaú foi instalada no ano de 1964.  No último dia 20 de Fevereiro, o órgão completou sessenta anos, atuando em seis Estados brasileiros – Bahia, Espírito Santo, Pará, Amazonas, Rondônia e Mato Grosso – além do Distrito Federal, na geração, difusão e transferência de tecnologia para a cacauicultura”. O proponente da sessão especial destaca que “apesar da sua importância, a Ceplac ainda não é institucionalizada. Desde 1957, ano de sua criação, vive uma situação atípica. Não tem personalidade jurídica nem tem definido, de forma clara, o seu papel no cenário agrícola nacional. Por não possuir personalidade jurídica definida, enfrenta grandes dificuldades financeiras e administrativas”.
Movimento suprapartidário
Como alternativa para preservar a Ceplac e revitalizar a economia cacaueira, foi relançado, o Movimento “A Ceplac é de Todos Nós”, que tem caráter suprapartidário e conta com a participação de lideranças políticas agrícolas, sociais e sindicais sulbaianas e servidores do órgão. Criado em outubro de 2007, o movimento está mobilizando os mais diversos segmentos regionais numa assembleia permanente. A proposta do movimento é lutar pela preservação da Ceplac, defender a criação de um projeto de desenvolvimento sustentável regional, analisar a situação do cacauicultor sulbaiano, com destaque para o seu grau de endividamento, e a busca de novos investimentos financeiros, com vistas à revitalização da economia cacaueira baiana. (ASCOM/Câmara de Ipiaú).