Projeto do Gasoduto Sudoeste será apresentado na Câmara de Ipiaú

 

Acontece na manhã desta sexta-feira, dia 5 de maio, a partir das 10 horas, no Salão do Plenário da Câmara Municipal de Ipiaú, uma reunião com o objetivo de esclarecer o Projeto Executivo do Gasoduto Sudoeste e os impactos da obra neste município. O evento será conduzido pelo deputado Davidson Magalhães-PCdoB/Ba-, membro da Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal, além de vereadores, prefeitos e outras lideranças da região. O Presidente da Câmara Municipal de Ipiaú, vereador José Carlos Bispo dos Santos (Carlinhos)-PP- estará compondo a mesa dos debates.

O empreendimento é o principal projeto da Bahiagás para os próximos anos e já está em fase de contratação da empresa ou consórcio especializado para a execução dos serviços de construção e montagem do 1º trecho, que parte de Ipiaú e Itagibá, passando pelos municípios de Aiquara e Itagi, chegando até Jequié de onde se estende por Maracás até Brumado. A estimativa de tempo de execução total é de quatro anos, entre projeto e obra.

Com extensão total de 306 km e investimentos da ordem de R$ 505 milhões, o duto de distribuição passará por 13 municípios. A estimativa de tempo de execução total é de quatro anos, entre projeto e obra. O objetivo é fornecer gás natural aos setores industrial, comercial e automotivo, com destaque para o ramo de alimentos e bebidas e para as grandes mineradoras instaladas na região.

A Bahiagás obtém o produto junto à Petrobras, através do Gasene (Gasoduto Sudeste-Nordeste), cuja extração provém de poços no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bacia de Camamu, Recôncavo e na Baía de Todos os Santos. Nesse último caso, envolve o gás importado e que abastece, também, as termoelétricas da Chesf.

Para Davidson Magalhães, o gasoduto é uma das obras mais importantes para a região Sudoeste do estado. “Além de ampliar a oferta de gás para a indústria e comércio, vai beneficiar muito a população. É uma obra grande, só no primeiro trecho já são R$ 117 milhões de investimento. Isso significa geração de emprego e renda pro povo do Sudoeste”, defende.