Coral Municipal abrilhantará programação do 84º aniversário de Ipiaú

 
                                                         
Uma das atrações culturais programadas pela Prefeitura para celebrar o 84º. aniversário de emancipação política de Ipiaú, no próximo dia 2 de Dezembro, é o Coral Municipal formado por crianças e adolescentes da Rede Municipal de Ensino.  Com o tema: “É Preciso Saber Viver”, o coral, regido pela professora Noélia Matos, traz em seu  repertorio, musicas de Caetano Veloso, Elis Regina, Milton Nascimento, Rita Lee, Nando Cordel, Zeca Pagodinho, Carlinhos Brown, canções natalinas  e a clássica Aleluia de Handel.Durante a apresentação tem uma participação especial do cantor Darlan Gomes, que   já foi solista do coral.
Atualmente com 50 coristas, o Coral Municipal de Ipiaú é fruto do PROJ’ART,  um projeto sócio-educativo  que oferece oficinas de canto, leitura, dança e teatro. O projeto foi criado no ano de 1997, pelas professoras Noélia Matos e Gilmara Lisboa, com o objetivo de favorecer a inclusão social por meio da arte. Buscando estimular a sensibilidade e a percepção da juventude, estabelecendo interação com os elementos da cultura local e ampliando suas possibilidades de participação na sociedade, o PROJ’ART conta com o apoio  da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e promete ampliar sua grade de atividades para que Ipiaú continue sendo um município onde a cultura faz a diferença.
                                HISTÓRICO
 
A primeira turma do Coral Municipal de Ipiaú foi formada na gestão do ex- prefeito José Mota Fernandes com alunos do CETAN(Centro de Treinamentos Antonio Nogueira). A professora Noélia Matos levou até eles o seu aprendizado musical obtido na Primeira Igreja Batista de Rio Novo. Na gestão seguinte, com o prefeito José Mendonça, o projeto ganhou mais estimulo. No período de 2000 a 2008, com apoio da então Secretária de Educação, professora Vanda Pinheiro, o coral cresceu em número de participantes, chegando à 100 coristas e 30 dançarinos, a maioria dos quais , atualmente,  estão inseridos na universidade. Durante as duas gestões consecutivas, sob a responsabilidade  do ex-prefeito Deraldino Araújo,  o projeto foi desativado e somente agora, neste ano de 2017, a pedido da prefeita Maria das Graças, voltou a cumprir a sua função social. Os novos integrantes são estudantes dos colégios Maria José Lessa, José Mendes, Celestina Bittencourt, Ângelo Jaqueira e Altino Cerqueira.